sábado, outubro 11, 2008

On the road - Pé na estrada

Clássico estradeiro, poema dos vencidos, jornada existencial no pó ressecado da vida. As hipérboles passionais tornam-se a tônica quando o assunto é o romance On the Road, o clássico beat por excelência, que completa 50 anos este ano e está sendo reeditado no Brasil com tradução revista pelo jornalista Eduardo Bueno, responsável pela versão da obra original para o português em 1984, ou seja, há 23 anos! É impossível falar de literatura no século 20 sem falar de On the Road- na Estrada.

 http://www.algosobre.com.br/images/stories/assuntos/biografias/Jack_Kerouac.jpg

O livro de Jack Kerouac (1922 - 1969) incendiou o sonho de milhares de mentes jovens, prontas para deixar uma vida confortável e cair no mundo, viajando de carona em caminhões, carros de estranhos, vagões de trens.
A história do livro, já decorrido o cinqüentenário de seu lançamento, já se tornou conhecida, mesmo por quem teve em mãos esta obra - o que expressa o quanto essa viagem cheia de aventuras, verdadeira “odisséia”se internou no íntimo coletivo -  mas basta de opinião e vamos a uma breve “pincelada” sobre ela. Trata-se do relato de um jovem, Sal Paradise, que, influenciado pela presença exuberante de Dean Moriarty, um vagabundo sedutor, que deixa a casa da tia, em Nova Jersey, e se joga em viagens pelos EUA, atravessando o país de costa a costa, às vezes só e outras acompanhado de seu ídolo. O tema da viagem como veículo de transformação não era em si novo, já havia tomado carona nos vagões  de Jack London, nos navios de Melville, mer­gulhado no perturbador Coração das Trevasde Conrad. A prosa épica e poética de Kerouac, uma composição poética apaixonada à vida, já havia tirado uma soneca no leito de folhas da relva arrumado por Walt Whitman. O ritmo da prosa trazia inspiração do jazz, nervoso, escrito ao correr do raciocínio, como a conversa delirante de um entusiasmado contador de histórias que tomou mais café do que o recomendável. O que tornou On the Roadessa referência foi o momento em que sua publicação alcançou os corações e mentes americanos. Kerou­ac e seus camaradas Allen Ginsberg, Gregory Corso e William Burroughs representavam uma rejeição à estabilidade valorizada com todos os dentes pela geração anterior, filhos da Grande Depressão para quem a idéia de conforto e progresso parecia mais cara do que qualquer aventura. Também a prosa em On the Roadé a responsável pelo seu mito, uma onda de paixão e delírio na voz de um jovem viajante aberto à realidade que encontra, alguém disposto a conhecer na estrada a al­ma da América, e não no que Henry Miller chamava de " pesadelo de ar-condicionado”. A par de qualquer consideração estética, On the Ro­adtornou-se o livro beat por excelência, sua manifestação mais conhecida, uma obra que influenciou de Bob Dylan a blogueiros. Nem tudo o que a geração beat produziu ainda se sustenta por si só, mas o livro de Kerouac é uma dessas obras, assim como o delírio dadaísta de Almoço Nu, de Burroughs, ou o doloroso Kaddish, de Ginsberg. Vale a pena mergulhar nessa prosa libertária reeditada por L&PM,384 páginas, aproximadamente R$ 20,00. São cinco décadas de rebeldia inoculadas diretamente na veia estética da América e considerada a influência avassaladora da cultura americana hoje, não seria exagero dizer "do mundo".

http://i92.photobucket.com/albums/l39/capaspdl/jk-penaestrada.jpg

1 trocaram ideia:

Fidel, filho de BGG

Pronto, link postado no www.poematorio.blogspot.com
Obrigado e um grande abraço!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Brothers do Facebook

Seguidores

Pensamento

‎"O que mata as pessoas é a ambição. E também esta tendência para a sociedade de consumo. Quando vejo publicidade na televisão, digo a mim mesmo: podem me apresentar isto anos a fio que nunca comprarei nada daquilo que mostram. Nunca desejei um belo automóvel. Nunca desejei outra coisa senão ser eu próprio. Posso caminhar na rua com as mãos nos bolsos e sinto-me um príncipe."
Albert Cossery
 

Parceiros

Baú do Hippie

Nuvem de Tags

Poesias Contracultura Biografias Música também é poesia Religião e Exoterismo Música para download Bob Dylan Livros Segredos do sistema Política Raulseixismo Letra e Clipe Francisco Jamess poetas Jack Kerouac Contos Ecologia Gente nova Crônicas Frases Notícias contos fantásticos Clipes Ebooks Mitologia Aleister Crowley Dicas de Informática Filosofia Música boa Vídeos Zen cotidiano fantástico Augusto Mota Hippies Rock Blues Hanny Saraiva Pintores e Quadros Resenha Zé Ramalho estórias humor literatura Nacional Anos 80 Maurício Baia Shows mitologia grega Arte Casa das máquinas Cultura Regional Deuses Discografias Geração Beat Letras Raul Seixas Maconha Meio Ambiente Novos Baianos Produção independente Rau Seixas Raul Seixas Velhas Virgens desabafo literatura livro the doors AC/DC Adriana Vargas Agridoce Alceu Valença Amor Amor ou Sexo Anne Rice Anya Análise de Letras Apostilas As freiras que só ouvem rock Banca do Blues Bandas Beatniks Bertold Brecht Bertolt Brecht Beto Guedes Bossa Nova Caetano Veloso Campanhas Campinas Chico Buarque Clube de Autores Conspirações Deus Hermes Escrita Automática Eventos Experimentalismo Explicações pitorecas Felipe Neto Fernando Pessoa Friedrich Nietzsche Geraldo Azevedo Geraldo Vandré Henaph História Homenagem Imprensa Jards Macalé Jim Morrison Jimi Hendrix Jornalismo Khalil Gibram Khalil Gibran Lapa Manoel F. dos Santos Mapa de Piri Reis Mensageiros do subsolo Músicas Online Novidades O Jardim das Rosas Negras O Oitavo Pecado O Profeta O amor Pablo Picasso Pecado Pedra Letícia Pensamentos Pinturas Prensa Protestos Provos Prêmios e selos Rita Lee Sagrado coração da Terra Samantha Selène d'Aquitaine Simone O. Marques Slash Sérgio Sampaio Tattoo Televisão The Doses anjo assaltos casa cinema conto-de-fadas cursos e tutoriais demônio download editora Modo fada feérico juventude literatura brasileira lua meio-demônio os sete pecados capitais sangue de demônio sangue de fada snctzo tatuagem trama vampiro vampiros
 

Templates by Profile Link Services | website template | article spinner by Blogger Templates